+55 11 4837-4343
BLOG
A história da Black Friday

Ao se ouvir falar de Black Friday, naturalmente vem à mente a ideia de ofertas atrativas e vantajosas para o consumidor e a possibilidade de um excelente incremento de vendas para os varejistas. O termo teve origem nos Estados Unidos e hoje é associado à sexta-feira posterior ao feriado do dia de Ação de Graças, que ocorre na quarta quinta-feira de novembro, marcando o início do período natalino.

Porém, o uso da expressão “Sexta-feira Negra” passou por uma evolução ao longo dos anos até que fosse cunhada da forma como hoje a conhecemos. Há informações que associam o nome à crise financeira americana ocorrida em 1869, quando duas grandes empresas que buscavam controlar o mercado do ouro faliram, fazendo com que investidores perdessem grandes fortunas.

Por volta de 1980, o termo passou a se referir aos livros de contabilidade, onde fechamentos negativos eram registrados na cor vermelha, enquanto os positivos eram marcados com a cor preta; o período depois da Ação de Graças marcava o início de fechamentos positivos por conta das vendas de Natal, quando os registros voltavam ao “preto”.

Na década de 90, na Filadélfia, a polícia local se referia à Black Friday como período no qual o trânsito ficava caótico por conta do feriado prolongado e dos varejistas que aproveitavam o grande fluxo de pessoas para tentar boas vendas, porém, já desde 1975, o termo já se havia popularizado com a divulgação nos meios de comunicação como uma data de especial movimentação de compras, até chegar à Black Friday como a conhecemos hoje.